Aguarde...

SAÚDE QUE SE VÊ

Onze animais apreendidos por brucelose em Torres Vedras

LUSA
09-12-2019 20:09h

A GNR apreendeu 11 animais, entre ovinos e caprinos, por brucelose e identificou o proprietário da exploração em Torres Vedras, no distrito de Lisboa, foi hoje anunciado.

Fonte da GNR disse à agência Lusa que, numa primeira fase, a Direção-Geral de Alimentação Veterinária identificou a doença em animais oriundos da exploração, já no circuito comercial e pediu a intervenção da GNR em relação aos restantes animais que se encontravam na exploração.

Os 11 animais apreendidos eram os restantes ovinos e caprinos existentes na exploração.

No decurso da fiscalização pelo Núcleo de Proteção Ambiental de Torres Vedras da GNR, os militares apuraram que “foi identificada nos animais a doença de brucelose, através do teste sorológico oficial de pesquisa desta doença”, refere o comunicado daquela força de segurança.

Além disso, os “animais não possuíam qualquer tipo de identificação, nem a declaração de existência atualizada”.

A GNR obrigou a exploração a cumprir um conjunto de medidas sanitárias, proibindo a entrada e saída de animais.

Esta força de segurança identificou também um homem, de 55 anos, tendo sido aplicadas contraordenações por não existir declaração de existência atualizada e não identificação dos animais, punível com coima até 3.740 euros.

Esta ação contou com a colaboração da Direção-Geral de Alimentação Veterinária.

A GNR alertou que os animais infetados com esta doença podem transmiti-la aos seres humanos através do contacto da pele, sangue, urina ou ingestão de leite cru e os seus derivados, podendo pôr em causa a saúde pública.

MAIS NOTÍCIAS