Aguarde...

SAÚDE QUE SE VÊ

Refeições que sobram nas cantinas da Universidade da Beira Interior vão para a Refood

LUSA
22-07-2019 10:22h

As refeições que sobram nas cantinas da Universidade da Beira Interior (UBI) vão passar a ser recolhidas pela Refood da Covilhã, numa ação que ajudará a alimentar pessoas carenciadas e a combater o desperdício alimentar, anunciou sexta-feira a universidade.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a UBI, que está sediada na Covilhã, distrito de Castelo Branco, explica que a iniciativa se enquadra num conjunto de dez protocolos que foram assinados esta semana com outras entidades e que têm como objetivo ajudar a “melhorar o apoio social à comunidade académica e à população envolvente”.

Integrados no âmbito do programa “Ser Solidário”, estes acordos também reforçam a ligação da universidade às instituições de solidariedade da região, nomeadamente ao nível do apoio alimentar.

Segundo o referido, a cooperação com a Refood prevê a recolha de alimentos nas cantinas da UBI e, em contrapartida, esta organização que combate o desperdício alimentar compromete-se a apoiar alunos da UBI que possam encontrar-se em situação de necessidade.

Uma parceria que Hunter Halder, presidente da direção nacional da Refood ,que é citado na nota de imprensa, classifica como “muito importante” por contribuir para a recolha de excedentes alimentares, ajudando a alimentar pessoas e incluindo estudantes como voluntários.

O Banco Alimentar Contra a Fome da Cova da Beira (BACF-CB) é outra das entidades com a qual foi estabelecido um protocolo, sendo que esta organização passará a receber o papel da UBI que tem como destino a reciclagem e que, assim, será “convertido” através da campanha “Papel Por Alimentos”.

Tal deverá permitir que o BACF-CB aumente a quantidade de papel recolhido e, consequentemente, aumentar o número de alimentos disponível para distribuir pela região, tal como destaca o presidente do BACF-CB, Paulo Pinheiro.

A UBI também informa que assinou ainda protocolos com a Associação Académica da UBI, a Associação Recreativa Musical Covilhanense – Banda da Covilhã, a Casa do Pessoal da UBI, a Happy Wish, o Leo Clube da Covilhã, o Lions Clube da Covilhã e o Mundo da Carolina.

Em termos gerais, a cooperação prevê o apoio a atividades, divulgação do programa, ações de voluntariado, angariação de novos parceiros ou sinalização de pessoas que possam necessitar do apoio “Ser Solidário”.

Um programa que a vice-reitora da área da Responsabilidade Social, Anabela Dinis, considera que está a conquistar visibilidade e, dessa forma, a “ampliar a base de apoio”.

MAIS NOTÍCIAS