Aguarde...

SAÚDE QUE SE VÊ

PSD questiona Governo sobre “estado miserável” do centro de saúde de Albergaria-a-Velha

LUSA
19-11-2019 09:58h

Um grupo de deputados do PSD questionou hoje o Governo sobre a degradação das condições de funcionamento do Centro de Saúde de Albergaria-a-Velha, no distrito de Aveiro.

Numa pergunta dirigida à ministra da Saúde, Marta Temido, os seis deputados do PSD eleitos por Aveiro e dois parlamentares social-democratas que fazem parte da Comissão da Saúde da Assembleia da República denunciam o “estado miserável” em que aquela unidade se encontra.

Além de “instalações degradadas, tetos em ruína ou mesmo colapsados e infiltrações de água que provocam humidade e alagamento de salas e corredores”, os parlamentares do PSD assinalam outras insuficiências como a “falta de iluminação de espaços interiores e falhas no sistema de aquecimento/climatização”.

Os social-democratas recordam que, em outubro, o Centro de Saúde de Albergaria-a-Velha teve mesmo de ser encerrado, por falta de condições de segurança, afirmando então os seus utentes que chovia “dentro do edifício, havendo vários baldes para apanhar a água que vai caindo pelo teto e paredes, poças de água de dimensão considerável”.

“É, assim, por demais evidente que o Centro de Saúde de Albergaria-a-Velha não proporciona condições mínimas aos profissionais que ali trabalham, nem oferece um atendimento digno e humanizado aos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que a ele recorrem”, lê-se no texto entregue esta segunda-feira na Assembleia da República.

Os social-democratas observam ainda que este problema se tem agravado “substancialmente” nos últimos anos, apesar de, segundo dizem, o Ministério da Saúde há muito ter sido alertado sobre o estado de degradação das instalações do Centro de Saúde de Albergaria-a-Velha.

Exigem, por isso, explicações do executivo liderado por António Costa sobre o estado de degradação a que aquela unidade chegou, questionando se o Governo vai determinar a realização de obras de reabilitação integral da cobertura e dos espaços interiores, bem como da envolvente exterior.

Os social-democratas questionam ainda quais as medidas de contingência que vão ser adotadas para minorar os “graves inconvenientes” que a presente situação causa às populações de Albergaria-a-Velha, enquanto as obras de reabilitação não estiverem concluídas.

Pretendem ainda saber se estão previstas medidas de reforço de pessoal, nomeadamente médicos, para o Centro de Saúde de Albergaria-a-Velha e suas extensões e qual o prazo da sua efetivação.

MAIS NOTÍCIAS