Aguarde...

SAÚDE QUE SE VÊ
Orlando Monteiro da Silva, Bastonário da Ordem dos Dentistas

Carreira de médicos dentistas aguarda há mais de um ano pelas Finanças

LUSA
21-03-2019 01:11h

A carreira dos médicos dentistas está há mais de um ano a aguardar uma decisão do Ministério das Finanças, depois de o Ministério da Saúde ter dado luz verde à sua criação há mais de um ano.

Esta quarta-feira, no Dia Mundial da Saúde Oral, o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas recordou que “a carreira está em cima da mesa para ponderação” e que “foi aprovada já há um ano pelo Ministério da Saúde”.

“Entretanto, é necessária uma aprovação conjunta do Ministério das Finanças. Aguarda-se que o Ministério das Finanças dê o ‘ok’, sendo que é uma carreira diferente de todas as outras”, afirmou. O bastonário considerou que seria incompreensível que “um projeto emblemático” para o Governo, como foi a colocação de dentistas no SNS, não fosse totalmente cumprido na atual legislatura.

Segundo Orlando Monteiro da Silva, a criação da carreira de médico dentista no Serviço Nacional de Saúde (SNS) será “condição fundamental” para cumprir totalmente esse projeto. “Tenho muita dificuldade em compreender que não fosse cumprida no âmbito da legislatura”, afirmou o bastonário em declarações aos jornalistas à margem de uma cerimónia do Dia Mundial da Saúde Oral em Lisboa.

A ministra da Saúde, também presente na cerimónia do Dia Mundial da Saúde Oral, lembrou que as carreiras públicas são uma atribuição da área setorial e da Secretaria de Estado do Emprego e Administração Pública, adiantando que “há opções críticas” a considerar. “A configuração desta carreira envolve opções que são críticas para nós, designadamente sobre considerá-la mais uma das áreas da profissão médica ou a opção de ter uma carreira perfeitamente autónoma”, indicou a ministra Marta Temido aos jornalistas.

MAIS NOTÍCIAS